Loading

Valter Bitencourt Júnior

valterbjunior57@gmail.com

Pai

De um bom pai

Jamais guardarei mágoas

Caso tenha que as cachoeiras

As levem

E se percam entre as pedras

De uma colina.

Que as margens do rio

Nos assemelhem, pai e filho.


Valter Bitencourt Júnior